November 23, 2020

Ranking de juros PJ: veja as melhores modalidades de crédito para pessoa jurídica

É comum, em algum ponto da vida de uma empresa, surgir a necessidade de usar uma fonte externa de financiamento. Independentemente do motivo: para não ficar no vermelho, expandir o negócio ou custear despesas internas, por exemplo. Sendo assim, como selecionar as melhores modalidades de crédito para pessoa jurídica?

Na prática, antes de aceitar a proposta, o credor solicita documentos de acordo com o negócio e modalidade solicitada, como CNPJ, contrato social, IR atual, entre outros, e realiza uma análise que revela o score de crédito empresarial. Assim, ele calcula o risco da operação, ou seja, a possibilidade de não receber o montante de volta no prazo. Quanto maior o risco, mais altos serão os juros.

Listamos as melhores modalidades de crédito para pessoa jurídica apurados até o dia 29/10/2020 fornecidos pelo Banco Central – órgão responsável pelo controle de juros, da inflação e, consequentemente, da estabilidade financeira do país. Confira!

Desconto de Cheque Especial

Com crédito pré-aprovado, o cheque especial fica disponível na sua conta corrente. Pode ser utilizado quando você não tiver saldo em conta para efetuar pagamentos ou saques. Esse é um recurso a ser acionado apenas em casos de emergência, pois quando mal utilizado, torna-se uma bola de neve de dívidas impagáveis. Além do valor emprestado, são cobradas taxas de juros e IOF.

Veja o ranking das cinco melhores taxas prefixadas:

  1. BCO RENDIMENTO S.A. (1,31% a.m. e 16,86% a.a.)
  2. BCO DO NORDESTE DO BRASIL S.A. (4,60% a.m. e 71,57% a.a.)
  3. BCO ABC BRASIL S.A. (4,81% a.m. e 75,77% a.a.)
  4. BCO CAPITAL S.A. (4,86% a.m. e 76,67% a.a.)
  5. BCO PINE S.A. (5,00% a.m. e 79,59% a.a.)
  6. BOFA MERRILL LYNCH BM S.A. (5,50% a.m. e 90,12% a.a.)

Crédito para Capital de Giro

O capital de giro mantém a empresa em funcionamento. Ou seja, é o uso do ativo circulante para pagar salários, contas de fornecedores, impostos, entre outras despesas. Para essa modalidade de crédito não é preciso informar o destino do montante.

Além disso, a parcela pode variar entre mensal, bimestral, semestral ou até mesmo pagamento integral ao final do contrato. É conhecido por ser efetivado rapidamente após a aprovação e geralmente não exige garantias.

Conheça as melhores taxas prefixadas com prazo de até 365 dias:

  1. BCO FIBRA S.A. (0,47% a.m. e 5,80% a.a.)
  2. BCO XP S.A. (0,55% a.m. e 6,80% a.a.)
  3. BCO SAFRA S.A. (0,60% a.m. e 7,40% a.a.)
  4. BANCO JOHN DEERE S.A. (0,67% a.m. e 8,36% a.a.)
  5. BCO INDUSVAL S.A. (0,72% a.m. e 9,00% a.a.)
  6. ITAÚ UNIBANCO S.A. (0,77% a.m. e 9,60% a.a.)

Agora, veja o ranking de taxas prefixadas e prazo superior a 365 dias:

  1. BANCO BTG PACTUAL S.A. (0,00% a.m. e 0,00% a.a.)
  2. BCO MERCANTIL DO BRASIL S.A. (0,50% a.m. e 6,18 a.a.)
  3. BANCOOB (0,61% a.m. e 7,56% a.a.)
  4. BCO SOCIETE GENERALE BRASIL (0,70% a.m. e 8,75% a.a.)
  5. BCO DAYCOVAL S.A (0,74% a.m. e 9,24% a.a.)
  6. BCO PAULISTA S.A. (0,77% a.m. e 9,65% a.a.)

Entre os 5 maiores bancos do País (Banco do Brasil, Caixa, Itaú, Santander e Bradesco), o melhor para contratar Capital de Giro com prazo até 365 dias, é o Itaú, que ocupa o 6º lugar do Ranking e o pior é a Santander, ocupando o 29º lugar do Ranking de Taxas de Juros PJ.  Já na modalidade Capital de Giro com prazo superior a 365 dias está o Banco do Brasil como o banco de melhor taxa, ocupando o 10º lugar,  e como pior está a Santander no 31º lugar do ranking.

Conta Garantida

A Conta Garantida está entre as modalidades de crédito para pessoa jurídica de curto prazo. Com o limite já preestabelecido, basta solicitar e o dinheiro cai imediatamente na conta corrente. Semelhante ao cheque especial, é ligada à conta corrente da empresa, tem facilidade de aprovação e também possui taxas de juros altas quando comparada a outras modalidades.

Confira o ranking a seguir:

  1. BANCO PAN (0,87% a.m. e 10,90% a.a.)
  2. BCO MÁXIMA S.A. (0,90% a.m. e 11,35% a.a.)
  3. BCO INDUSTRIAL DO BRASIL S.A. (0,92% a.m. e 11,56% a.a.)
  4. BRB - BCO DE BRASILIA S.A. (0,98% a.m. e 12,36% a.a.)
  5. BCO BMG S.A. (1,06% a.m. e 13,46% a.a.)
  6. BCO RIBEIRAO PRETO S.A. (1,15% a.m. e 14,66% a.a.)

Desconto de Duplicatas

Trata-se de um adiantamento fornecido pelo banco do valor de uma ou mais duplicatas ou promissórias. Porém, o montante a ser recebido sofre dedução de taxa administrativa, IOF e taxa de desconto (porcentagem de juros ao mês até o vencimento do documento).

Mas, caso o devedor não pague a dívida do título, a responsabilidade de pagamento volta a ser da empresa. Nesse caso, será necessário aplicar juros de mora e outros encargos financeiros.

Confira o ranking a seguir:

  1. BCO J.P. MORGAN S.A. (0,26% a.m. 3,16% a.a.)
  2. BCO DE LAGE LANDEN BRASIL S.A. (0,30% a.m. 3,65% a.a.)
  3. BCO VOTORANTIM S.A. (0,31% a.m. 3,84% a.a.)
  4. BCO VOLKSWAGEN S.A (0,32% a.m. 3,91% a.a.)
  5. BCO SOCIETE GENERALE BRASIL (0,40% a.m. 4,85% a.a.)
  6. BOFA MERRILL LYNCH BM S.A. (0,41% a.m. 5,01% a.a.)

Gostou de saber mais sobre as modalidades de crédito para pessoa jurídica? Visite o site do Banco Central do Brasil para ver o ranking completo. Além disso, você pode comparar as melhores modalidades de crédito disponíveis gratuitamente e escolher a mais adequada para o seu negócio por meio da Capital Empreendedor. Complete seu cadastro em até 1 minuto!

Nossos últimos artigos.

Sua fonte de notícias, novidades e informações sobre o mundo do crédito empresarial.