March 23, 2021

Entenda a história do mercado de crédito no Brasil

Entenda a história do mercado de crédito no Brasil

Nosso país sempre foi conhecido pelas suas intensas variações econômicas e, ao mesmo tempo em que somos uma terra de excelentes oportunidades, também temos o hábito de dificultar a vida dos nossos empresários e empreendedores. Pensando nisso, preparamos este post explicando um pouco melhor a história do mercado de crédito no Brasil.

Pedir um empréstimo pode ser um passo decisivo para o funcionamento de qualquer negócio, para dar o pontapé inicial, para realinhar estratégias ou mesmo para realizar aquisições que não contavam com recursos disponíveis. Continue lendo e descubra como o panorama da área chegou até os dias atuais!

O começo do mercado de crédito

Um fato curioso é que, em linhas gerais, os empréstimos eram malvistos pela nossa sociedade antigamente, mas a evolução do mercado de crédito no Brasil seguiu o seu ritmo, ligado ao crescimento e ao desenvolvimento da nação, principalmente em variadas áreas da indústria e da economia como um todo.

No entanto, isso nem sempre foi fácil. A década de 50, por exemplo, freou a expansão do crédito por conta da retomada do processo inflacionário, que obrigava o Estado a adotar políticas intervencionistas. O crescimento, portanto, era prioritário ao controle dos preços, em uma realidade que só veio totalmente na década de 90.

A evolução no Plano Real

Como dissemos, o período de inflação freava o crescimento do mercado de crédito no Brasil, sobretudo pelo foco no financiamento da dívida interna, uma vez que tinha mais liquidez e menos risco. Até o ano de 1994, não havia uma política eficaz ou incentivos visando regulamentar a concessão de crédito em nossas terras.

Porém, com a implantação do Plano Real, o brasileiro passou a conviver com uma nova realidade, de moeda constante, poucos reajustes e menor inadimplência. O novo modelo forçou ajustes nos bancos, que expandiram operações de crédito. Mesmo com o esforço do Banco Central em controlar o cenário, os empréstimos totais, no primeiro ano de vigência do Real, cresceram 58,7%.

As perspectivas do mercado de crédito

Com o passar do tempo, a moeda estável e a implementação de ações, como taxas de câmbio flutuantes e metas de inflação, o crescimento no mercado de crédito no Brasil continuou sendo interessante. No entanto, como a própria sociedade está em constante evolução, existem novos atores e possibilidades no segmento.

As fintechs, por exemplo, são uma das novidades e, possivelmente, o futuro do ramo. São empresas que unem tecnologia e finanças, oferecendo serviços financeiros de forma simples e sem burocracia. Elas são capazes de oferecer crédito rápido, com segurança e, ainda por cima, taxas menores que as dos bancos, tendo em vista que os processos são enxutos e com custos reduzidos.

Como vimos ao longo da história do mercado de crédito no Brasil, no passado, muita gente enxergava o empréstimo de uma forma ruim, mas a realidade atual é que, hoje em dia, essa pode ser uma operação muito saudável para manter a saúde financeira de uma empresa. Basta saber escolher, conhecer as opções modernas e buscar as melhores condições.

Gostou de entender melhor a história do mercado de crédito no Brasil? Então, que tal compartilhar esse conteúdo em suas redes sociais?

Nossos últimos artigos.

Sua fonte de notícias, novidades e informações sobre o mundo do crédito empresarial.