May 25, 2021

O que é spread bancário e como é calculado?

Spread bancário no Brasil: o que é e como ele é calculado.

O ramo da economia é repleto de termos e jargões que podem soar estranhos para pessoas que não atuam diretamente no setor. No entanto, se você já solicitou um empréstimo ou fez investimentos, é bem provável que tenha se deparado com alguns deles. Por isso, preparamos este post para que você possa aprender o que é spread bancário e saber como ele é calculado.

Esse conhecimento é importante até para que você saiba como as instituições do meio utilizam o seu dinheiro e quanto você está pagando por cada operação de crédito, mesmo que, eventualmente, você não esteja percebendo. Continue lendo e descubra mais sobre o assunto!

O que é spread bancário?

Primeiramente, é preciso compreender o que significa “spread”. A palavra vem do inglês e remete à propagação, espalhar alguma coisa. No mercado de ações, quando o termo “bancário” aparece junto, ele está fazendo referência à diferença entre os custos pagos por uma instituição e o valor que ela cobra para determinada operação.

Em outras palavras, quando você coloca dinheiro na poupança ou renda fixa, você está emprestando ao banco, que retorna para você com o acréscimo de pequenos juros. Já quando é você que solicita crédito, como no caso de financiamentos, você pagará os juros, nesse caso muito mais elevados, incluídos no valor das parcelas.

O spread bancário, portanto, é a diferença percentual entre as taxas de juros cobradas pelos bancos das que são pagas em atividades de captação. Exemplificando, se a rentabilidade anual da poupança for de 7% e os juros de um empréstimo na mesma instituição forem de 17%, podemos dizer que seu lucro de spread bancário será de 10%, o que é bastante alto.

Como é calculado o spread bancário?

Você já entendeu o que é spread bancário, agora chegou a hora de aprender como ele é calculado. Existem maneiras mais complexas para se fazer isso, uma vez que diversas variáveis podem entrar na equação. No entanto, o cálculo mais simples é fundamentado na seguinte fórmula:

Spread bancário = (taxa de empréstimo) – (taxa de captação)

O spread bancário, na realidade, é resultado de diversos componentes que incluem custos administrativos, impostos e a necessidade de obter superávit financeiro por parte dos bancos. Eles também cobram mais por conta do risco de inadimplência, que faz com que uma espécie de “margem de segurança” seja necessária, de maneira a compensar eventuais prejuízos.

Como diminuir o spread bancário?

O spread bancário do Brasil é um dos mais altos do mundo e isso pode ser percebido anualmente, a partir dos balanços das instituições bancárias, que aferem lucros exorbitantes. Uma das maneiras de fazer com que esse panorama seja minimizado é por meio da redução da taxa básica de juros, que no Brasil é a famosa Selic.

Além disso, outras práticas precisam ser alteradas, como a diminuição das cargas tributárias, o desenvolvimento de mais segurança jurídica para reduzir o risco das operações, otimização das dinâmicas administrativas e, logicamente, o aumento da concorrência, que é algo que vem ocorrendo naturalmente, sobretudo com a entrada de fintechs no setor.

Como você pôde ver, o spread bancário está presente no dia a dia de qualquer pessoa que faça operações financeiras por meio de instituições bancárias.

Gostou de aprender o que é spread bancário e como é calculado? Então, que tal deixar um comentário aqui no post?

A Capital Empreendedor é uma plataforma que busca por meio de algoritmos o MELHOR financiamento para sua empresa.

Nossos últimos artigos.

Sua fonte de notícias, novidades e informações sobre o mundo do crédito empresarial.